As ligações de Mário Centeno ao Benfica

1. A ORIGEM

A mais recente polémica em torno dos emails do Sport Lisboa e Benfica divulgados na internet diz respeito a Mário Centeno. O Ministro das Finanças solicitou ao clube encarnado dois lugares na tribuna presidencial do Estádio da Luz para assistir ao Clássico entre Benfica e Porto, sendo um dos lugares para si e outro para o seu filho.

Depois de este pedido se ter tornado público e após o Correio da Manhã divulgar que o assunto estava a ser investigado pela Polícia Judiciária, Mário Centeno veio a público justificar o pedido dos lugares na tribuna presidencial com razões de segurança em função do cargo que ocupa.

O Ministro afirmou ainda que vê os jogos do Benfica há 45 anos e que não tenciona deixar de o fazer, tentando vender a tese de ser um simples adepto do clube encarnado, sem ligações à estrutura diretiva deste clube.

A verdade é que fontes da PSP asseguram que o procedimento seguido foge ao protocolo estabelecido e a maioria dos constitucionalistas ouvidos são da opinião de que o Ministro violou o código de conduta aprovado pelo próprio Governo depois do Galpgate e que impede membros do Executivo de aceitarem certas ofertas de terceiros.

2. O EMPURRÃO

Precisamente uma semana depois de Mário Centeno ter pedido à direção do Benfica, em março do ano passado, para assistir ao jogo com o FC Porto na tribuna presidencial da Luz, onde acabou por estar com Luís Filipe Vieira, o presidente do Benfica recebeu um mail do filho, Tiago, a agradecer-lhe ter conseguido – pela sua influência – que fosse reconhecida a isenção de pagamento de IMI a um prédio da família.

Uma vez mais, este assunto despertou a atenção da PJ, que garante estar a investigar o assunto, e, uma vez mais, o Ministro veio a público desmentir qualquer interferência no assunto e garantindo que em momento algum teve qualquer contacto com o Presidente do Sport Lisboa e Benfica, ou qualquer outra pessoa, a propósito de temas que se relacionem com interesses patrimoniais do Benfica ou da família do seu presidente.

3. A CRONOLOGIA, OS EMAILS E AS LIGAÇÕES

Apesar das justificações de Mário Centeno, não deixam de pairar no ar várias dúvidas em relação à conduta do atual Ministro das Finanças e à natureza da sua relação com elementos afetos ao Sport Lisboa e Benfica.

A cronologia, os emails e as ligações reveladas neste artigo são coincidências que achamos demasiado relevantes para passarem despercebidas à comunicação social e à opinião pública.

3.1   23 de Janeiro de 2017

Tiago Vieira, filho de Luís Filipe Vieira, envia um email a João Paulo Saraiva, vereador da Câmara Municipal de Lisboa com os pelouros de Recursos Humanos, Finanças, Sistemas de Informação. João Paulo Saraiva foi Chefe de Gabinete do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto (2000) e Presidente da Comissão Executiva do Instituto Português da Juventude (2002) . Esta informação será relevante quando nos debruçarmos sobre o atual Instituto Português do Desporto e Juventude, mas isso ficará para outro dia.

Neste email, Tiago Vieira solicita a João Paulo Saraiva  “apoio no sentido de obter uma indicação de prazo para a conclusão do processo, a qual esperamos possa ser o tão breve quanto possível“.

O filho de Luís Filipe Vieira refere ainda que o processo já havia sido deferido por Manuel Salgado, vereador da Câmara Municipal de Lisboa com os pelouros de Planeamento, Urbanismo, Património e Obras Municipais.

Manuel Salgado foi o responsável pela polémica criada entre a Câmara Municipal de Lisboa e a Assembleia Municipal de Lisboa a propósito de isenções para o Sport Lisboa e Benfica. A presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, Helena Roseta, denunciou que estas isenções atingiam o valor de 4,6 milhões de euros e defendeu que a isenção devia ser chumbada naquele órgão deliberativo “por força dos princípios da transparência e da legalidade”.

A proposta tinha sido aprovada com os votos contra da oposição no executivo municipal (de maioria socialista) — PSD, CDS-PP e PCP — e de uma vereadora do movimento Cidadãos por Lisboa (eleita nas listas do PS).

3.2   27 de FEVEReiro de 2017

Depois de a chefe de gabinete de João Paulo Saraiva acusar a receção do email e dar a informação sobre o estado do processo, Tiago Vieira volta a contactar o Vereador da Câmara Municipal de Lisboa, pedindo “a intervenção de V/ Exa. no sentido de ajudar a desbloquear este assunto”.

3.3   15 de MARÇO de 2017

Tiago Vieira contacta Luís Filipe Vieira a dar conta da situação, anexando os emails trocados com João Paulo Saraiva e a sua chefe de gabinete a propósito do processo em curso.

3.4   17 de MARÇO de 2017

André Costa Monteiro, assessor diplomático de Mário Centeno, contacta o Sport Lisboa e Benfica a solicitar dois lugares na tribuna presidencial do Estádio da Luz para o Ministro das Finanças e para o seu filho com o objetivo de “ir apoiar o Benfica”.

3.5   17 de MARÇO de 2017

No  mesmo dia !!! em que o gabinete de Mário Centeno solicita os lugares para a tribuna presidencial do Estádio da Luz, o Ministro das Finanças nomeia Luís Filipe Nunes Coimbra Nazaré para o Conselho consultivo do Banco de Portugal. Luís Nazaré era e é atualmente somente o Presidente da Assembleia Geral do Benfica, eleito para o quadriénio 2016-2020, e conhecido adepto benfiquista.

Coincidência? Não é a única… Entre outras funções, Luís Nazaré é também Presidente da Assembleia de Freguesia de Alvalade (Lisboa).  Este Junta de Freguesia tem como Presidente André Moz Caldas, o mesmo André Moz Caldas que é desde 24 de Dezembro de 2015 o Chefe de Gabinete do Ministro Mário Centeno!

3.6   24 de MARÇO de 2017

Tiago Vieira volta a enviar um email a Luís Filipe Vieira, anunciando com muita alegria que o problema estava resolvido, terminando com um “sem o teu empurrão não íamos lá” e um emoji a piscar o olho.