SAD do FC Porto apresenta prejuízo de 35 milhões de euros

Clube azul e branco apresentou esta quinta-feira as contas referentes a 2016/17.

A SAD do FC Porto apresentou esta quinta-feira as contas consolidadas referentes ao exercício 2016/17, registando um prejuízo de 35.315 milhões de euros, valor que, no entanto, reflecte um desagravamento de cerca de 23 milhões de euros face ao registado no período homólogo – o anterior era de 58,4 milhões. O EBITDA (lucros antes de juros, impostos e amortizações), por sua vez, voltou a assumir valores positivos, atingindo os 22.751 milhões de euros.

Os resultados operacionais, excluindo os resultados obtidos com passes de jogadores, aumentaram 25,733 milhões de euros, fruto da combinação entre diminuição dos custos e aumento das receitas. Neste particular, a SAD do FC Porto destaca o contributo da participação nas provas europeias e a diminuição dos custos suportados com jogadores e equipas técnicas.

No que toca aos passes de jogadores a SAD obteve um saldo líquido de 4.511 milhões de euros, o que representa um decréscimo de 2.591 face ao período homólogo. As mais valias foram de 41.291 milhões, com as amortizações e perdas por imparidade a ascenderem aos 36.781.

O capital próprio consolidado atingiu o valor negativo de 9.135 milhões a 30 de junho de 2017, o que representa uma diminuição de 34.999 milhões de euros.

O activo cresceu 3.380 milhões em relação a 30 de Junho do ano passado, situando-se nos 378.425 milhões, devido ao aumento do valor registado em caixa na data de fecho do exercício e do valor contabilístico do plantel, que atinge os 96.719 milhões de euros. O passivo total atinge os 387.560 milhões, o que representa um aumento de 38.379 em relação ao período homólogo. O FC Porto informou ainda que
liquidou a última prestação do “project finance” para a construção do Estádio do Dragão, pelo que este se encontra totalmente pago.

Fonte: ojogo.pt